Make your own free website on Tripod.com
HOME
PÁSSARO RARO EM GURINHATÃ - MG (BRASIL)
AJUDE AOS QUE ESTÃO MORRENDO DE FOME
FAMÍLIA SCARPARO E FAMÍLIA MARTINS
Orlando Sabino - A Lenda do Monstro do Triângulo
MAPA DO TRIÂNGULO MINEIRO
DADOS PESSOAIS
HISTÓRICO DO TRIÂNGULO MINEIRO E ALTO PARANAÍBA/CIDADES
NOVAS FOTOGRAFIAS
MAIS FOTOGRAFIAS
FOTOGRAFIAS RARAS
NOSSA EXPERIÊNCIA
NOSSA FILOSOFIA
PERFIL
SERVIÇOS
LINKS RELACIONADOS
COMO NOS ENCONTRAR
CONTACTE-NOS
FOTOGRAFIAS
RIQUEZAS CULTURAIS DO TRIÂNGULO MINEIRO
PATRIMÔNIO CULTURAL EMPRESARIAL - O que sua empresa está esperando ?
REPORTAGENS
NOTÍCIAS DA REGIÃO DO PONTAL DO TRIÂNGULO MINEIRO

SERVICOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS EM PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL E NATURAL

RIQUEZAS CULTURAIS DO TRIÂNGULO MINEIRO

O Triângulo Mineiro possui uma das maiores riquezas culturais do nosso país. É uma região riquíssima em acervos culturais públicos e particulares. Os acervos das estruturas arquitetonicas merecem destaque em várias cidades da região. Estrela do Sul, antiga Bagagem, possui um dos maiores acervos arquitetônicos de estilos coloniais de Minas Gerais e do Brasil. O município com poucos recursos luta para não ver seu importante acervo destruído. Quero destacar aqui a atuação do Ministério Público na pessoa do Promotor André Luis, que luta incansavelmente pela preservação do patrimônio histórico da cidade.
No Pontal do Triângulo chega-se à Cachoeira Dourada, cidade pequena de pouco mais de 1.500 habitantes, mas porém, com um potencial turístico muito grande. Em Cachoeira Dourada existem vários sítios arqueológicos, que merecem atenção especial das autoridades competentes, pois a cada ano os artefatos indígenas vão se perdendo. São milhares de cacos cerâmicos espalhados por diversas fazendas. Muitas machadinhas foram ali encontradas. Um cachimbo indígena, trabalhado em baixo relevo foi ali encontrado por um pescador da região. Várias panelas indígenas, roda de fuso e outros artefatos constituem a riqueza arqueológica da cidade. Infelizmente não há uma política de pesquisas científicas desses bens. Pelos achados arqueológicos da região conclui-se que, foram tantas nações indígenas que habitarem o Triângulo Mineiro, que faz pena não termos uma política para resgatar a nossa pré-história.
As outras cidades do Pontal do Triângulo como Santa Vitória e Ituiutaba, também são ricas em sítios arqueológicos e belezas naturais e paisagísticas das Serras. Cada Serra mostra uma beleza própria, que faz o visitante descobrir e ver as riquezas escondidas desse nosso país. Sao muitos os sitios espeleológicos, desconhecidos, que guardam verdadeiras belezas, raras, e que podem ser traduzidas em desenvolvimento turístico.
Fugindo um pouquinho do Triângulo, chega-se em Ibiá, que faz parte do Planalto de Araxá, cidade histórica, com verdadeiros casarões, que encantam os visitantes. A cidade possui, na Casa da Cultura, verdadeiro tesouro de peças arqueológicas, como igaçabas, machadinhas de diversas espécies, esqueletos indígenas, pontas de flecha e vários outros. A cidade luta, na pessoa de Anderson Henrique, Cebion, para manter os seus bens culturais protegidos. Também, im Ibiá, esta localizado o local onde foi o Quilombo do Ambrósio, o mais importante Quilombo de Minas Gerais. Já está na hora de nossas escolas e Universidades trabalharem na história deste quilombo. A nossa história precisa ser valorizada.
São tantas riquezas culturais, que uma página é pouca para poder me expressar. Em breve continuarei a falar mais de nossas riquezas.
Houve um avanço na proteção do Patrimônio Arqueológico no Pontal do Triângulo Mineiro com uma pesquisa arqueológica realizada pelo Dr. Marcelo Fagundes, em Ituiutaba no ano de 2009, promovida pela Fundação Cultural de Ituiutaba, onde foram identificados mais de 38 sítios ao longo do Rio Tijuco e Região do São Lourenço e outra pesquisa arqueológica, pelo mesmo arqueólogo Dr. Marcelo Fagundes, realizada no ano de 2011 em convênio celebrado entre o Município de Cachoeira Dourada - MG e a UFVJM (Universidade Federal do Vale do Jequitinhonha e Mucuri), identificando mais de 18 sítios arqueológicos ao longo do Rio Paranaíba, alguns com cacos cerâmicos datados em aproximadamente 500 anos A.P.

artefatosdeibia.gif

Artefatos arqueológicos encontrados na região de Ibiá-MG

Preservar as nossas tradições é fundamental para o nosso crescimento com dignidade

Pesquisa Cultural

Proteção do Rio Tijuco

I Conferência Intermunicipal de Limeira do Oeste - MG

Capacitação do Patrimônio Cultural em Cachoeira Dourada - MG

Vistoria no Rio Tijuco

Gurinhatã investe em cultura

Pesquisa Arqueológica em Cachoeira Dourada 08/10/2011

Participação em Projeto de Educação Patrimonial junto com o Movimento dos Indígenas Não Aldeados do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba em Uberlândia - MG

Reportagem no MG primeira edição.